Perspectivas da educação de jovens e adultos no sistema prisional.

Sita Mara Lopes Sant' Anna

Resumo


Este artigo reflete sobre possibilidades da educação voltadas ao sistema prisional, com foco nos princípios da Educação de Jovens e Adultos, principalmente nas perspectivas apontadas nos estudos de Dresch (2012) e Sant’Anna (2009), além dos trabalhos de Graciano (2005 e 2013). A educação nos presídios ou ‘locais de restrição das liberdades’, considerada enquanto um direito e dever do Estado, constitui-se num grande e atual desafio para sociedade brasileira e para que ocorra a contento, necessita de um processo continuado de formação dos professores e demais Agentes do Estado que atuam nesses contextos. Os princípios da EJA que envolvem o diálogo, a escuta e a construção coletiva são basilares nas práticas educacionais, e, também, na orientação e condução dos processos da formação dos professores que atuam nesses lugares de privação das liberdades, porque esses requerem muito da criatividade, diálogo, entendimento e conhecimento.

Palavras-Chave: Educação no Sistema Prisional; Educação de Jovens e Adultos; Formação Continuada de Professores.


Palavras-chave


Educação no Sistema Prisional; Educação de Jovens e Adultos; Formação Continuada de Professores.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i35.3259

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000