Relações hegemónicas de poder sob o ponto de vista de Connell e os machismos do Capitão Rodrigo e do Coronel Amaral

Dóris Helena Soares da Silva Giacomolli

Resumo


Este trabalho objetiva propor uma análise da obra Um certo capitão Rodrigo, de Erico Verissimo, centrando se nas relações de masculinidades em cuja construção e reprodução, segundo a visão de Connell, estão envolvidas relações de poder, violência ou desigualdade material, nomeadamente as relações de luta pela hegemonia entre o personagem capitão Rodrigo e o coronel Amaral, numa sociedade masculinizada, com a intenção de revisar o confronto entre esse personagem representativo dos estancieiros, do poder patriarcal, senhor absoluto das pessoas e do povoado, cujo poder patriarcal era estável e constituído e a luta do capitão Rodrigo para contrapor-se à força predominante e conseguir instaurar-se como poder hegemônico do lugar.

 


Palavras-chave


Rodrigo Cambará; Gaúcho; Gênero; Machismo; Connell.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i35.3311

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000