Império, pluralismo e democracia: o pensamento político no Quebec e no Canadá inglês

Yves Couture, Janaína Nazzari Gomes

Resumo


O texto examina a evolução do pensamento político no Canadá, desde a sua fundação até os dias atuais. Neste exame, três conceitos emergem como fundamentais para a compreensão da experiência canadense, aqueles de império, pluralismo e democracia. Cada Estado organiza sua pluralidade de forma particular. No caso do Canadá, ele se caracteriza pela existência, em seu seio, de sociedades distintas em sua história, sua cultura e seu estatuto político, sejam elas as Primeiras Nações, as sociedades fundadas pelos empreendimentos coloniais franceses e ingleses e os grupos multiculturais oriundos da imigração, entre os quais é possível observar a ocorrência de uma hierarquização, apoiada, entre outros, pelo próprio regimento institucional do Canadá, que assegurou a preponderância do Canadá inglês, sobretudo, no momento da entrada em vigor da Confederação, em 1867. No entanto, assim como as demais sociedades ocidentais, o Canadá vivenciou profundas mudanças desde 1960. O aprofundamento do imaginário democrático deslegitimou o caráter hierárquico. No plano político, pode-se distinguir três fases dessas transformações: de 1960 a 1980, identifica-se uma dinâmica de contestação marcada pelas reivindicações nacionalistas quebequenses; de 1980 a 1995, um período de crise constitucional e; a partir de 1995, um realinhamento das forças políticas, que favoreceu a realização de uma mudança conservadora na política canadense. O pensamento político também passa por fases distintas. Observa-se, inicialmente, um espírito modernizador que assume, às vezes, formas radicais através da integração de perspectivas marxistas e descolonizadoras. A crise constitucional contribuiu, em seguida, para alimentar os debates contemporâneos entre as teorias liberais da justiça, o comunitarismo e o republicanismo. Ao empreendermos uma visada geral, notamos uma mudança pluralista que reflete, no entanto, a emergência de novas figuras de unidade. Historicamente, o pensamento político canadense se desenvolveu amplamente no terreno das difíceis articulações entre unidade, dualidade e múltiplo.


Palavras-chave


Canadá; Confederação; Pensamento Político; Democracia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i27.3992

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000