FITOSSOCIOLOGIA DO ESTRATO ARBÓREO DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL MONTANA – “MATA DA AGRONOMIA”, VIÇOSA-MG

Rodney Haulien Oliveira Viana, João Augusto Alves Meira Neto, Flávia Maria da Silva Carmo, Agostinho Lopes de Souza, Alexandre Francisco da Silva

Resumo


A área de estudo se localiza no município de Viçosa-MG, nas coordenadas 20°46’30.2’’S e 42°52’18.4’’W. O objetivo deste trabalho foi determinar a estrutura fitossociológica e grupos ecológicos da vegetação arbórea de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana denominado Mata da Agronomia. Para o estudo fitossociológico, foi utilizado o método de quadrantes. As espécies amostradas foram classificadas de acordo com seu grupo ecológico (pioneiras, secundárias iniciais, secundárias tardias e indiferentes). O índice de diversidade encontrado foi de 3,728. O maior valor de importância foi representado por Piptadenia gonoacantha com 20,76 % seguidas de Vernonia diffusa 8,12% e Anadenanthera colubrina 5,43%. A família Fabaceae apresentou o maior Valor de Importância com 39,43% seguidas de Asteraceae 10,08% e Euphorbiaceae 3,81%. Entre os grupos ecológicos, levando em consideração o Valor de Importância, as pioneiras totalizaram 51,97%, seguidas das secundárias iniciais com 39,93%, secundárias tardias com 5,58%, indiferentes com 0,79%, e as não identificadas com 0,79%. A presença de pioneiras com alto Valor de Importância, e baixo valores para as secundárias tardias permite concluir que a área se encontra em estádio secundário médio de sucessão.


Palavras-chave


Estrutura; Grupos Ecológicos; Método de Quadrantes; Sucessão.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1981-8858.16.36

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.