Formação permanente de educadores sociais: um desafio à universidade

Margareth Martins de Araujo

Resumo


http://dx.doi.org/10.18316/2237-8049.2016.9

Os estudos sobre a Pedagogia Social têm crescido muito nos últimos anos. Trata-se de um conteúdo importante a ser abordado em cursos de formação de profissionais interessados em desenvolver uma ação social. Recentemente, a sociedade, por meio de seus mais diversos setores, bateu à porta da Universidade pedindo ajuda. A partir do momento em que escolas, hospitais, ruas e presídios se transformam em frentes reais de trabalho para o educador, a Pedagogia Social se faz necessária. Percebemos que a Universidade precisa chamar para si a tarefa de auxiliar na elaboração de alternativas dialógicas de superação das demandas pedagógicas atuais da sociedade. A formação inicial e permanente de professores precisa ser tocada pela Pedagogia Social para que, a partir dela, possamos incorporar fazeres pedagógicos de inclusão.

Palavras-chave: Educação Social. Formação de Educadores. Humanidade. Inclusão.

 

Permanent training of social educators: a challenge to university

Abstract

Studies on Social Pedagogy have grown in recent years. It is an important content to be addressed in professional training courses interested in developing a social action. Recently, society, through its most diverse sectors, asks the University for help. From the moment in which schools, hospitals, prisons and streets turn into real fronts for the educator, the social pedagogy becomes necessary . We realize that the University needs to draw on itself the task of assisting in the development of dialogic alternatives to overcome the current educational demands of society. The initial and ongoing teacher training needs to be touched by social pedagogy so that through it we can incorporate educational inclusion actions.

Keywords: Education Social. Education Training. Humanity. Inclusion.

 


Palavras-chave


Educação Social. Formação de Educadores. Humanidade. Inclusão.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBIER, René. Sobre o imaginário. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 61, p. 15-23, jan/mar. 1994.

BOFF, Leonardo. Do Iceberg à Arca de Noé: O nascimento da ética planetária. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Garamond, 2002.

CONSTANTINO, Carlos Ernani. Delitos Ecológicos. São Paulo: Atlas, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia – saberes necessários à prática educativa, Paz e Terra, São Paulo, 2007.

GADOTTI, Moacir (Org.). Paulo Freire – Uma bibliografia. São Paulo: Editora Cortez, 1996.

GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional: A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Instituto Piaget, Lisboa, 1990.

SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

SILVA, Roberto. Pedagogia Social. Expressão e Arte Editora, São Paulo, 2009.

THIOLLENT, Michael. Metodologia da Pesquisa-ação. Cortez Editora Autores Associados, S., 1985.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2237-8049-2016.9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index