Educação integral em São João de Meriti: conceitos em desalinho

Karine Vichiett Morgan, Jorge Nassim Vieira Najjar, Waldeck Carneiro da Silva

Resumo


A Educação Integral em tempo integral é tema atualmente corrente tanto na academia quanto na sociedade civil. Isso se deve, em grande medida, à aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que aponta para o progressivo aumento da carga horária diária nas escolas públicas do país. O tema ganhou maior relevância após o ano de 2007, quando do lançamento do Programa Mais Educação, cujo objetivo, em última instância, é melhorar a qualidade da educação pública oferecida. Partindo da ideia de que o conceito de educação em tempo integral está em disputa, buscamos descortinar os conceitos aos quais se referem profissionais da rede municipal do município de São João de Meriti. A análise dos conteúdos das falas dos atores envolvidos na política municipal de educação em tempo integral nos permitiu extrair os elementos que compõem seus imaginários sobre o tema.

Palavras chave: Política Pública. Programa Mais Educação. Educação Integral.

Comprehensive education in São João de Meriti: unbalanced concepts

Abstract

Full-time Comprehensive Education is a current theme both in academia and civil society. This is largely due to the adoption of the Law of Guidelines and Bases of National Education, which indicates progressive increase of the length of the school day in public schools nationwide. The theme became more relevant after 2007 when Mais Educação Program, whose objective is to improve the quality of the education offered throughout the nation’s public school systems, was launched. Based on the idea that Full-time Comprehensive Education is a polysemic concept, we search to uncover the concepts referred by the professionals of education from São João de Meriti. The analysis of the content of the speeches from those involved in the municipal politics of Full-time Education allowed us to extract the elements that made up their minds about the theme.

Keywords: Public Policy. Mais Educação Program. Full-time Education.


Palavras-chave


Política Pública. Programa Mais Educação. Educação Integral.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A Pergunta a várias mãos: a experiência da pesquisa no trabalho do educador. São Paulo: Cortez, 2003

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 05 de outubro de 1988.

_____. Lei 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. de 1996. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2012.

_____. Lei nº 10.172, de 09 de janeiro de 2001: Aprova o plano nacional de educação e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001.

_____. Portaria Normativa Interministerial n° 17, de 24 de abril de 2007. Institui o programa mais educação que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades sócio educativas no contraturno escolar. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 abr. 2007b.

_____. MEC. Plano de desenvolvimento da educação: razões, princípios e programas. Brasília, DF, 2007e.

_____. Decreto nº 7083, de 27 de janeiro de 2010. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 27 de jan. 2010.

_____. MEC/SEB. Manual operacional da educação integral. 2013.

CAVALIERE. Ana Maria Vilela. Tempo de escola e qualidade na educação pública. Educação e sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p.1015-1035, out. 2007. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2012.

COELHO, Ligia Martha C. da Costa. Formação continuada do professor e tempo integral: uma parceria estratégica na construção da educação integral. In: COELHO, Ligia Martha; CAVALIERE, Ana Maria (Org.). Educação brasileira e(m) tempo integral. Petrópolis. RJ: Vozes, 2002.

_____. História(s) da educação integral. Em aberto, Brasília, v. 22, n. 80, p. 83-96, abr. 2009.

GADOTTI, Moacir. Educação integral no Brasil: inovações em processo. São Paulo: Editora e Livraria Paulo Freire, 2009.

MENEZES. Janaína Specht. Educação em tempo integral: direito e financiamento. Educar em revista, n. 45.Curitiba: Editora UFPR, 2012.

MOLL, Jaqueline et al. Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012.

MORGAN, Karine. O programa mais educação no formigueiro das américas: a política de indução à educação integral no município de São João de Meriti. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2015.

NAJJAR, Jorge; MORGAN, Karine. A política indutora da educação integral em São João de Meriti sob a ótica dos educadores: uma ode ao assistencialismo e à cultura hegemônica. Série Cadernos ANPAE, n. 21, Olinda/PE, 2015.

OZGA, Jenny. Investigação sobre políticas educacionais: terreno de contestações. Porto: Porto Editora, 2000.

PARO, Vitor Henrique. Educação integral em tempo integral: uma concepção de educação para a modernidade. In: COELHO. Lígia Martha C. da Costa (Org.). Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo. Petrópolis, RJ: DP et Alii; Rio de Janeiro: FAPERJ, 2009.

PATTO, Maria Helena de Souza. A produção do fracasso escolar. São Paulo: T. A. Queiroz Editor. 1993, 3ª reimpressão.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v9i17.3421

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index