JOGOS DE LINGUAGEM E FORMAS DE VIDA: A IMPORTÂNCIA DOS NÚMEROS EM UMA CULTURA AFRO-BRASILEIRA

Jackson Luís Santos de Vargas, Isabel Cristina Machado de Lara

Resumo


Este estudo apresenta resultados parciais de uma pesquisa de Mestrado, desenvolvida em uma Universidade do Sul do Brasil. Objetiva analisar as semelhanças de família e os Jogos de Linguagem presentes nos números utilizados em um grupo cultural afro-brasileiro. Essa análise abrange as formas de uso, significados e representações místicas dos números em questão. O problema de investigação é representado pela seguinte pergunta: Qual a influência que os números exercem no Batuque do Rio Grande do Sul? O material empírico foi constituído por entrevistas semiestruturadas, realizadas com quatro participantes desse grupo cultural, individualmente. O principal aporte teórico para esse estudo é a obra Investigações Filosóficas de Wittgenstein (1991). Ao analisar as narrativas dos participantes, foi possível evidenciar que os números utilizados nessa cultura apresentam variações nas diferentes comunidades, mantendo semelhanças de família, quanto ao seu uso. Submúltiplos numéricos foram convencionados pelos precursores da religião como forma de perpetuação do culto, fortificando sua cultura como modo de resistência à sujeição desses saberes perante a sociedade de controle. Os números possuem caráter essencial e místico no culto, representando o sagrado, em todos os sentidos.

Palavras-chave


Batuque; Formas de Vida; Jogos de Linguagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9032

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000