Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Diálogo caracteriza-se por incentivar debates interdisciplinares nas áreas de humanas e de sociais aplicadas. Aceita apenas artigos inéditos que se debruçam a problematizar e/ou compreender questões sociais em diferentes contextos e a partir de distintas abordagens teóricas.

A revista aceita trabalhos de fluxo contínuo e conta, também, com eventuais chamadas para dossiês temáticos.  As submissões em fluxo contínuo devem ser enquadradas em uma das seguintes seções:

  • Condição e Formação Humana na Contemporaneidade

Estudos dos diferentes aspectos da condição humana contemporânea, dando relevo tanto a questões teóricas quanto pesquisas empíricas em temáticas atuais sobre a  organização social. Temas neste contexto incluem o mundo do trabalho; educação escolar; educação não-formal; promoção e defesa dos direitos humanos; e proposição e gestão de políticas públicas.

  • Estudos de Gênero

Investigações interdisciplinares de questões relacionadas à categoria de gênero e às abordagens  feministas. Contempla estudos sobre lutas femininas e LGBTQI+; gênero e cultura; política e identidades; corpo e sexualidade; divisão social e sexual do trabalho; trabalho produtivo e reprodutivo; gênero, raça e classe; assédio, cultura do estupro e violência sexual; e gênero e políticas públicas.

  • Mediação Cultural

Estudos da mediação cultural enquanto decodificação de variados campos do saber em produções artístico-culturais, considerando-se que através deste exercício, possibilita-se a ação pedagógica integrada à cultura e a produção de diferentes saberes. Contempla, entre outras, temáticas sobre serviços educativos de instituições de mediação cultural realizada em espaços expositivos; atividades de gestão e de atuação nas políticas culturais; e iniciativas públicas e privadas de promoção da acessibilidade.

A publicação é exclusivamente digital e os números têm periodicidade quadrimestral. Os textos apresentados para avaliação devem ser originais e são de responsabilidade exclusiva dos autores. Uma vez publicados não refletem, necessariamente, o posicionamento da instituição e editores. É importante destacar que não há taxas para a submissão ou para a publicação dos artigos recebidos.

 

Políticas de Seção

Apresentação

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos

##section.default.policy##

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de experiência profissional

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ahead of print

Ahead of print

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista DIÁLOGO adota a política de avaliação cega por pares (blind review). O manuscrito, sem identificação de autoria, é submetido à análise de, no mínimo, dois pesquisadores da área do conhecimento em questão, que emitem avaliações de mérito na qualidade de pareceristas ad hoc. Somente são publicados artigos aprovados por dois pareceristas. Se houver solicitação de revisões, o trabalho, após ter sido reformulado, passa pela conferência dos editores ou pareceristas para averiguar o atendimento das modificações solicitadas.

 

Periodicidade

A Revista Diálogo é de fluxo contínuo e sua publicação é quadrimestral (ABRIL/AGOSTO/DEZEMBRO).

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Diretrizes para registro de conflito de interesses

  1. O(s) autor(es) declara(m) inexistir conflito financeiro ou de qualquer outra natureza que possa permear os resultados de sua investigação científica e deve(m) declarar no manuscrito e na página de submissão do texto todo e qualquer financiamento que tenha(m) recebido em razão da pesquisa.

  2. Se o(s) autor(es) possuir(em) dúvida do que pode constituir potencial conflito de interesses, deverá(ão) contatar o editorial da DIÁLOGO antes de submeter o texto à Revista.

 

Ética em pesquisa e publicação

Aos pesquisadores, autores, editores e avaliadores aplicam-se normas de conduta que definem a integridade ética das atividades científicas. Para tanto, recomenda-se aos mesmos a leitura dos seguintes documentos de diretrizes básicas para a integridade da atividade científica e publicações:

a) a Declaração de Cingapura sobre Integridade em Pesquisa, 2010, http://www.singaporestatement.org/translations.html;
b) o Código de Boas Práticas em Pesquisa da FAPESP, 2014, http://www.fapesp.br/boaspraticas/;
c) as Diretivas para a Integridade da Pesquisa do CNPq, 2011, http://cnpq.br/diretrizes;
d) o documento de Cooperação entre Instituições de Pesquisa e Periódicos em Casos de Integridade em Pesquisa: Orientação do Comitê [Internacional] de Ética em Publicações - COPE (http://publicationethics.org/);
e) a Resolução do Conselho Nacional de Saúde nº 510, de 07 de abril de 2016 - Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais (http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso510.pdf).

 

 

Política Anti-Plágio

A prática de plágio em todas as suas formas não é um comportamento admissível. Antes de serem enviados aos pares, os artigos submetidos à revista serão verificados por softwares para identificação de plágio. Os autores devem garantir a originalidade dos manuscritos e quando utilizados artigos de outros autores, estes devem ser devidamente citados. Em caso de citações com mais de 500 palavras deve ser apresentada a autorização expressa do autor. Desta forma, é possível que os autores recebam eventuais questionamentos durante o processo de avaliação do trabalho submetido, referente indicações apontadas pelos softwares utilizados. Caso o plágio seja comprovado, o(s) autore (s) envolvidos ficarão impedidos de submeter novos artigos para a revista.
Atualmente a revista utiliza o Copia e cola para a avaliação quanto ao teor de plágio dos trabalhos submetidos.