Chamada de dossiê temático

CHAMADA PARA DOSSIÊ TEMÁTICO

GÊNERO E DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA: A VIOLÊNCIA E A EXCLUSÃO DOS DIVERSOS

 Organizadoras:

Denise Regina Quaresma da Silva (UNIVERSIDADE LA SALLE)

Cristianne Maria Famer Rocha (URFGS)

 

Nos últimos tempos, em vez de nos depararmos com a aprovação de planos de educação que levassem em conta e validassem o princípio constitucional de construção de um país mais justo e igualitário, foi reacesa a cruzada contra a igualdade de gênero. Essa nova “cruzada” parte de argumentos falaciosos, distorcendo um debate consolidado há décadas no campo intelectual nacional e internacional, sendo que grupos religiosos fundamentalistas têm sistematicamente ignorado o princípio da laicidade do Estado, censurando qualquer menção às categorias “gênero” ou “orientação sexual”, especialmente nos planos locais de educação. Pesquisas qualitativas sinalizam a recorrência com que a exclusão escolar aparece nas trajetórias de vidas das pessoas LGBTQIA e são sempre associadas ao ódio e à violência perpetrados contra essa população, dentro do ambiente escolar (Quaresma da Silva, 2012; Silva, 2008; Rocha, 2000).

Este número temático descortina a discriminação e o preconceito relacionados às relações de gênero e à diversidade sexual no espaço escolar, examinando a existência de práticas discriminatórias que excluem da escola uma parcela significativa da população por serem sujeitos diversos e não estarem adequados aos padrões hegemônicos estabelecidos socialmente e por assumirem identidades sexuais que escapam à lógica hegemônica da heteronormatividade.

Temos assistido a essas tentativas de retrocesso e urge que possamos combater que as diferenças humanas e as desigualdades sociais não se desdobrem em desigualdades, hierarquias ou marginalizações. Falar em uma educação que promova a igualdade de gênero não significa anular as diferenças percebidas entre as pessoas, mas garantir um espaço democrático, onde o reconhecimento da dignidade humana de grupos historicamente excluídos e de seu direito fundamental à educação e ao exercício da cidadania, sejam garantidos.

 

 

QUARESMA DA SILVA, D. R. . La producción de lo normal y lo anormal: un estudio sobre creencias de género y sexualidad entre docentes de escuelas municipales de Novo Hamburgo/Brasil. Subjetividad y procesos cognitivos, v. 16, p. 178-199, 2012.

 

SILVA, JOCELI MARIA.  A cidade dos corpos transgressores da heteronormatividade. Geo UERJ, v. 1, p.1-16, 2008.

 

ROCHA, CRISTIANNE MARIA FAMER. O Espaço Escolar em Revista. In: COSTA,

Marisa Vorraber (Org.). Estudos Culturais em Educação: Mídia, Arquitetura, Brinquedo, Biologia, Literatura, Cinema,... Porto Alegre: UFRGS, 2000.

 

Data-limite: 28/02/2019