A CONSTRUÇÃO DE MEMÓRIA SIMBÓLICO-RELIGIOSA E LASSALISTA A PARTIR DOS VITRAIS DA CAPELA SÃO JOSÉ, EM CANOAS/RS

Zenilde Sganzerla, Lucas Graeff, Cleusa Maria Gomes Graebin

Resumo


O artigo apresenta e discute os resultados de uma pesquisa que analisou os conteúdos iconográficos e iconológicos dos trinta e três vitrais da Capela São José, em Canoas/RS. Demonstra-se as íntimas relações entre o simbolismo e a memória lassalista, a partir de considerações teóricas sobre simbolismo e memória social. O método de pesquisa foi qualitativo, reunindo fontes primárias e secundárias como manuscritos, fotos, iconografias, boletins, informativos, memorandos localizados no Museu e Arquivo Histórico La Salle (Unilasalle Canoas), além de entrevistas com Irmãos Lassalistas. A interpretação dos significados simbólicos dos vitrais realizou-se segundo os três níveis de análise iconográfica e iconológica propostos por Erwin Panofsky. Os seis vitrais descritos neste trabalho representam a materialização das lembranças coletivas e espirituais da tradição lassalista. Neste sentido, reconstruir o significado simbólico dos vitrais da capela São José é confirmá-la como espaço de memória simbólico-religiosa e de identidade lassalista.


Palavras-chave


memória social; simbolismo religioso; tradição lassalista

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1542

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000