Juventude, Memória e Violência: pesquisa-ação no Bairro Guajuviras - Canoas/RS

Luciane Marques Raupp

Resumo


Este trabalho visa a articular questões ligadas aos temas, memória social, juventude, identidade e violência, tendo como pano de fundo a análise de vivências comunitárias de jovens residentes no Bairro Guajuviras/Canoas – RS. Apresenta uma visão histórica do bairro, atrelada a análises sobre as manifestações de violência urbana no local e nas representações de jovens moradores por meio do desenvolvimento de uma Oficina de Fotografias realizada na Casa de Juventudes durante o segundo semestre de 2015. A metodologia utilizada foi a Pesquisa-ação a qual se caracteriza como um método que permite testar hipóteses sobre o fenômeno de interesse, acessando possibilidades de mudanças no cenário real em relação direta com os atores sociais. Durante a realização da Oficina de Fotografias foi estimulado o exercício de estar em grupo, trocar experiências e representações sobre o bairro enquanto os jovens recebiam noções básicas de fotografia e refletiam sobre esse dispositivo como uma forma de registro e ampliação de suas vivências. Lugares bons e ruins para circular eram apontados, com destaque para os setores pertencentes a áreas de subocupações, considerados mais perigosos. Equipamentos sociais implantados com recursos do Território de Paz, como a Casa de Juventudes, eram referidos como importantes, embora assinalassem que o bairro ainda carecia de locais para um convívio protegido. A Oficina de Fotografias funcionou como um dispositivo para a circulação de palavras, histórias e memórias, demarcando pontos de identificação e de memória social entre os jovens.


Palavras-chave


Juventude; Violência; Fotografia; Memória Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1981-7207.16.40

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000