As torres da Alhambra: território, cidade e arquitetura

Agustín Gor Gómez

Resumo


Considerando-se a dimensão antropológica, pode-se entender como tal todas as construções sociais surgidas a partir das torres da Alhambra, por se tratar de uma tipologia concreta e específica para seu desenvolvimento. Há um aspecto artístico que subjaz a partir de algumas destas torres, relacionado com a etapa de sua construção e disposição dentro do complexo defensivo da Alhambra. Assim como o simbolismo associado às torres, desde sua natureza ascendente até a solidez geológica que impulsiona esta tipologia e sua relação metafórica com o arquitetônico e o divino. Este trabalho pretende abordar o estudo das torres da Alhambra, desde sua percepção de conjunto, enquanto sistema arquitetônico que adquire sentido por sua influência territorial, bem como estratégia que possibilita a vida entre duas cidades – Granada e Alhambra – e como um símbolo que transcende o nível social, em que os componentes estéticos e artísticos prevalecem sobre a função meramente militar.


Palavras-chave


Alhambra; Granada; Torre; Paisagem; Simbolismo.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i29.4842

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000