Nas trilhas do patrimônio afro-brasileiro: o apagamento do candomblé angola nas políticas culturais

Janaína Gonçalves Hasselmann, Roberta Barros Meira, Mariluci Neis Carelli

Resumo


O artigo se propõe a refletit a interação cultural dos africanos com as propostas de preservação de espaços verdes, conforme preconizado na Agenda 21. Objetiva trabalhar os saberes que envolvem natureza e patrimônio junto à gestão com foco no patrimônio natural e patrimônio cultural. A metodologia é bibliográfica e descritiva. É possível inferir que o campo do profissional da cultura, necessita de uma escuta sensível às desigualdades que foram instituídas e que estão na nossa consciência.

Palavras-chave


Patrimônio afro-brasileiro; Políticas culturais; Gestão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i33.6046

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000