A Musealização do Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul no século XX

Cinara Isolde Koch Lewinski

Resumo


Este artigo tem por objetivo apresentar sobre a musealização do patrimônio ferroviário que ocorreu a partir da constituição do Centro de Preservação da História Ferroviária do Rio Grande do Sul. Com esse intuito, analisa-se, inicialmente, a influência de políticas patrimoniais que permearam as ações do Preserve/fe e, mais adiante, serviram de base para as diretrizes e normas implantadas nos centros de preservação em vários estados brasileiros.Com esse escopo, a pesquisa é embasada teoricamente na história cultural e tem a pretensão de contribuir para os estudos sobre a constituição do patrimônio ferroviário em nosso Estado e desse modo, refletir sobre as representações que o programa preservacionista do governo federal na década de oitenta queria propor no Centro de Preservação da História Ferroviária do Rio Grande do Sul. Enfim, a partir do nosso objeto de pesquisa, almeja-se discutir sobre as relações entre poder político, patrimônio cultural e museus ferroviários.


Palavras-chave


Museus Ferroviários; Patrimônio Cultural; Preserve/fe.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i37.7627

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000