CADÊ O TREM? Um olhar crítico sobre o estado de conservação do pátio ferroviário da Estação Nova em Campina Grande-PB

Alcilia Afonso de Albuquerque e Melo, Ivanilson Santos Pereira, Lucas de Souza Jales, Matheus Batista Simões

Resumo


Este artigo possui como objeto de estudo o pátio ferroviário da Estação Nova de Campina Grande, cidade localizada no agreste paraibano, no Nordeste brasileiro. Construído entre os anos de 1957 a 1961, o pátio funcionou durante décadas e fez parte da linha de transporte de cargas e passageiros entre os estados de Paraíba e Pernambuco,e a privatização da RFFSA/Rede Ferroviária Federal S.A. em 1996 culminou com o seu abandono, que segue até os dias atuais. O texto objetiva apresentar as experiências e investigações que estão sendo desenvolvidas pelo grupo de pesquisa Arquitetura e Lugar/ Grupal, vinculado ao curso de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal de Campina Grande/UFCG - em prol do resgate e da salvaguarda patrimonial do conjunto arquitetônico e urbanístico ferroviário. Justifica-se a abordagem dessa temática considerando que desde o início do século XXI, a área vêm sendo saqueada e em litígio judicial entre o governo federal e o municipio, que durante anos se negou a aceitar a posse desse patrimônio ferroviário, alegando a falta de recursos para geri-lo, mas que agora, em 2021, sinalizou o anseio em ter a posse da área. A metodologia se baseia em uma linha de investigação que desenvolve pesquisas com abordagem qualitativa, de natureza aplicada, com objetivos exploratórios e descritivos (GIL, 2008); em seus procedimentos, traz-se investigações bibliográficas, documentais, e de campo, podendo ser classificada como uma pesquisa experimental. Esta parte do pressuposto disseminado por Serra (2006), que compreende o estudo do objeto arquitetônico como um processo, que dialoga com um sistema que o circunda, composto por aspectos geográficos, históricos, sociais, culturais, econômicos e políticos. Considera-se nesta pesquisa a fundamental importância da interdisciplinaridade e multidisciplinaridade dessas áreas do conhecimento.

Palavras-chave


Patrimônio ferroviário; documentação; conservação; intervenção no patrimônio edificado

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i41.9426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000