AVALIAÇÃO PRELIMINAR DA QUALIDADE DOS SEDIMENTOS DE DUAS NASCENTES, CÓRREGO ESPRAIADO E RIO MONJOLINHO, SÃO CARLOS – SP

Cristine Diniz Santiago, Marcela Bianchessi Cunha-Santino

Resumo


Uma maneira eficaz de análise dos corpos hídricos é pela caracterização de seus sedimentos uma vez que é nesse compartimento que se acumulam compostos oriundos do entorno. O presente trabalho teve por objetivo comparar a qualidade ambiental de duas nascentes do município de São Carlos, SP, a do córrego Espraiado (preservada) e a do Rio Monjolinho (antropizada). Foram realizadas análises (de toxicidade, pH, matéria orgânica, densidade, umidade, metais e granulometria) nos períodos de seca e cheia de 2012. O monitoramento dos sedimentos e a análise do entorno das nascentes proporcionou o diagnóstico de sua qualidade ambiental. A presença de mata ciliar na NE constitui-se em um elemento paisagístico que efetivamente garante a manutenção da qualidade ambiental dessa nascente, sem comprometer os fluxos de matéria e energia (i.e. características intrínsecas) de um ecossistema natural. Entretanto, na NM, esse padrão de qualidade não foi observado, apresentando diversos problemas como erosão, falta de mata ciliar e entorno antropizado (culturas e pasto).


Palavras-chave


limnologia; toxicidade; legislação; metais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1476

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.