SACARIFICAÇÃO DE RESÍDUOS CELULÓSICOS COM BACTÉRIAS RECOMBINANTES COMO ESTRATÉGIA PARA REDUÇÃO DO EFEITO ESTUFA.

André Oliveira de Souza Lima, André Luis Rodrigues

Resumo


Atualmente, o intenso uso de veículos automotores contribui para o aumento do efeito estufa. Uma das estratégias para a redução na emissão de gases poluentes é a substituição dos combustíveis fósseis por biocombustíveis. Neste contexto, o emprego do etanol vem apresentando contribuição significativa. Contudo, durante a produção do álcool de cana-de-açúcar, também são gerados subprodutos celulósicos que eventualmente são queimados para a concomitante geração de energia. Alternativamente à queima, o processo de bioconversão microbiana vem permitindo a geração de produtos de alto valor agregado (etanol, enzimas e alimentos). Tal processo, conhecido por sacarificação enzimática da celulose em glicose, requer a ação de três grupos de celulases (endoglucanases, exoglucanases e beta-glucosidases). Entretanto, são raros os exemplos de microrganismos cultivados industrialmente que apresentem a capacidade de hidrolisar totalmente o polissacarídeo celulose na forma cristalina. Apesar disso, a construção de bactérias geneticamente modificadas, pode capacitá-las na sacarificação de resíduos celulósicos e/ou na síntese de álcool. Neste sentido, conclui-se que a obtenção de organismos recombinantes representa uma estratégia alternativa para a produção de álcool. Tal processo poderá contribuir para a redução do preço final deste produto, incluindo-o definitivamente em nosso cotidiano em substituição aos combustíveis fósseis e, conseqüentemente, reduzindo a expansão do efeito estufa.

Palavras-chave: sacarificação; bactérias recombinantes; efeito estufa.

ABSTRACT

Use of recombinant bacteria for celulosic residues saccharification as an strategy for green house effects migration. The extensive use of motor vehicles contributes to the greenhouse effect, since combustion of fossil fuels generates greenhouse gases. Substitution of these fossil fuels by biofuels is one of the strategies employed for reduction of greenhouse gases. For instance, the substitution of gasoline and diesel oil by ethanol produced from sugar cane in the automotive industry has been playing an important role regarding the reduction of greenhouse gases emission. Nevertheless, during this process large amounts of cellulosic wastes are generated. Although these by-products are frequently burned to generate energy they may be bioconverted by microorganisms into products with high aggregate value such as ethanol, enzymes, and food. This process is called saccharification and requires the action of three kinds of enzymes (endoglucanases, exoglucanases and beta-glucosidases) known as cellulases. Microorganisms normally used in industrial processes, which are capable to hydrolyze crystalline cellulose into glucose, are rare in nature. Therefore, the development of recombinant bacteria for saccharification of cellulosic residues represents an alternative way that results in the production of ethanol at reduced costs and, therefore, contributes to the use of this renewable source to reduce greenhouse gases generation.

Keywords: saccharification, recombinant bacteria, greenhouse effect.


Palavras-chave


sacarificação; bactérias recombinantes; efeito estufa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/166

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.