CONCENTRAÇÕES DE CU, ZN E MN NO SEDIMENTO DE FUNDO DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA COM SUINOCULTURA INTENSIVA

Viviane Capoane

Resumo


A fertilização de culturas com dejetos de suínos é uma prática comum em todo o mundo. No entanto, devido à elevada carga de poluentes contidos nos efluentes, a aplicação contínua em áreas agrícolas pode resultar em efeitos negativos no solo, na planta e no ecossistema aquático. Neste trabalho, foram quantificadas as concentrações dos metais pesados Cu, Zn e Mn no sedimento de fundo de uma bacia hidrográfica com agricultura e pecuária suína intensiva do noroeste do Rio Grande do Sul, bem como, os riscos ambientais que as atividades agropecuárias podem estar causando no ecossistema aquático através da aplicação de diretrizes de qualidade do sedimento (nível de efeito limiar/nível de efeito provável). As amostras de sedimento foram coletadas ao longo do canal principal em condições de baixo fluxo. Concentrações elementares foram determinadas utilizando um espectrômetro de fluorescência de raios-X, em pastilhas prensadas de amostras de sedimento, peneiradas a ≤ 53 µm. Os resultados obtidos mostraram que as atividades agropecuárias desenvolvidas na bacia hidrográfica estão contribuindo para o enriquecimento do sedimento de fundo com os metais Cu e Zn. Esse aumento é preocupante, pois estes metais têm a capacidade de bioacumulação nos tecidos da biota e podem afetar a distribuição e densidade de organismos bentônicos, bem como a composição e diversidade das comunidades, e efeitos tóxicos já podem estar ocorrendo na biota aquática.

 


Palavras-chave


Metais Pesados; Agricultura; Pecuária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1981-8858.16.21

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.