GEODIVERSIDADE E GEOCONSERVAÇÃO NA REGIÃO DA CALDEIRA VULCÂNICA DE POÇOS DE CALDAS (MG), BRASIL

Diego de Souza Sardinha, Letícia Hirata Godoy

Resumo


A caldeira vulcânica de Poços de Caldas (MG), Brasil apresenta um patrimônio geológico formado por gnaisses, granulitos e rochas alcalinas do Proterozóico (2,5 Ga a 542 Ma), rochas sedimentares do Carbonífero ao Permiano (359-251 Ma) e rochas alcalinas do Cretáceo Médio ao Superior ao Paleógeno (83-65,5 Ma). Em cada um dos 59 atrativos analisados foi elaborado um questionário específico de acordo com os indicadores apropriados que permitiram determinar a qualidade ambiental de cada ponto. A falta de cobertura vegetal, grande quantidade de lixo e inscrições em rochas, foram os principais impactos observados nos atrativos avaliados. Dentre as estratégias de manejo sugeridas, destacam-se aquelas relacionadas ao cumprimento de legislações ambientais, recuperação de áreas degradadas e planejamento da exploração sustentável dos recursos naturais. Além de definir as estratégias de manejo e monitoramento dos indicadores de impacto ambiental, o presente trabalho serve de base para que as atividades do potencial Geoparque da caldeira vulcânica de Poços de Caldas (MG) sejam realizadas com geoconservação.


Palavras-chave


Análise Fisiográfica;Geoturismo; Diagnóstico Ambiental; Responsabilidade Ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v13i3.5990

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.