INVASÃO BIOLÓGICA NO PARQUE NACIONAL SERRA DE ITABAIANA, SERGIPE, BRASIL

Kelianne Carolina Targino de Araújo, Juliano Ricardo Fabricante

Resumo


O Parque Nacional Serra de Itabaiana é uma Unidade de Conservação que foi criada em 15 de junho de 2005. Apesar de sua elevada riqueza de espécies, está ameaçado devido a uma série de fatores, dentre eles a presença de espécies não nativas. Diante dessa realidade, o presente trabalho buscou responder as seguintes perguntas: (i) quantas são e quem são as espécies naturalizadas e exóticas invasoras que ocorrem no Parque Nacional Serra de Itabaiana? (ii) como essas espécies estão distribuídas no local? As espécies não nativas (naturalizadas e exóticas invasoras) foram coletadas, herborizadas e depositadas no herbário ASE. Com os dados de georreferenciamento foi confeccionado um mapa de manchas de invasão utilizando-se o programa Google Fusion Tables. Ao todo foram amostradas 49 espécies distribuídas em 45 gêneros e 19 famílias. Dentre elas, 16 espécies foram consideradas naturalizadas e 33 exóticas invasoras. Também se observou que os sítios com maiores manchas de espécies estão associados especialmente a ambientes antropizados. Os resultados do presente estudo são alarmantes devido à grande quantidade de espécies não nativas e especialmente pela presença de táxons que causam distintos impactos ambientais.


Palavras-chave


Degradação Ambiental; Exóticas Invasoras; Unidade de Conservação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v14i2.6169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.