CARACTERIZAÇÃO DE EFLUENTES DE LATICÍNIO E AVALIAÇÃO DA TRATABILIDADE COM DIFERENTES TEMPOS DE DETENÇÃO HIDRAÚLICA

Tânia Galavote, Ana Carolina Magris Pádua, Nelson Rubens Nascimento Del'Antonio

Resumo


O objetivo deste trabalho foi caracterizar e tratar o efluente de uma indústria de laticínios localizada na região da Grande Vitória, no estado do Espírito Santo, Brasil. O sistema adotado consistiu em lodos ativados de aeração prolongada de fluxo intermitente. O tratamento se deu através de dois reatores com TDH’s distintos, de 22 h e 46 h, em escala laboratorial. O efluente bruto foi caracterizado pelos parâmetros DQO, DBO5, Turbidez, pH, PTotal, NTotal e série sólidos e, o efluente tratado, pelos parâmetros DQO, DBO5, Turbidez e pH. Durante o experimento avaliou-se o desempenho de tratamento nos dois reatores, onde compararam-se as características do efluente tratado com o efluente bruto e a legislação. A eficiência do reator de 46 h foi superior ao reator de 22 h, cerca de 5 % a mais para DQO e 3 % para DBO5, enquanto o percentual de eficiência de remoção da turbidez foi de 97 % no reator de 46 h e 87 % no reator de 22 h, demonstrando que o efluente apresenta bom potencial de tratamento utilizando os parâmetros operacionais testados.


Palavras-chave


Efluente tratado; Carga orgânica; lodos ativados

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v16i2.7811

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.