UTILIZAÇÃO DE ÓLEOS ESSENCIAIS E EXTRATOS DE PLANTAS NO CONTROLE DE INSETOS.

Cristiane Marangoni, Neusa Fernandes de Moura, Flávio Roberto Mello Garcia

Resumo


As plantas, como organismos que co-evoluem com insetos e outros microorganismos, são fontes naturais de substâncias inseticidas e antimicrobianas. Os inseticidas naturais, dentre os quais pode ser destacado o uso de produtos alternativos, como pós e extratos botânicos, e óleos essenciais de origem vegetal, podem ser utilizados tanto no manejo integrado de pragas em cultivos comerciais, como também, na agricultura biológica. Esses bioinseticidas constituem um recurso facilmente disponível por sua ocorrência natural, todavia podem ser esgotados se não forem constantemente repostos. O problema é maior quando se trata de planta exótica como o nim, fato que salienta a importância de estudos com plantas nativas ou silvestres, que possam ser encontradas e plantadas com maior segurança. A exploração das plantas deve ser feita de tal maneira que permita a preservação e a conservação das espécies. Outro ponto que deve ser considerado é a toxicidade dos produtos vegetais, as variações entre as espécies, as partes vegetais utilizadas e as formas de extração. A toxicidade de todo ingrediente ativo está obviamente associado à dosagem utilizada em relação ao peso do indivíduo, e é relacionada também a forma de aplicação.

 

USE OF ESSENTIAL OILS AND PLANT EXTRACTS IN THE CONTROL OF INSECTS.

Abstract: Plants, as organisms that co-evolved with insects and other organisms, are natural sources of antimicrobial substances and insecticides. The natural insecticides, among which can mention the use of alternative products such as powders and botanical extracts and essential oils of vegetable origin, can be used both in integrated pest management in commercial crops, but also in organic farming. These insecticides are an easily available in its natural, but can be depleted if not replenished constantly. The problem is greater when it comes to exotic plants such as neem, a fact which underlines the importance of studies with native plants or wildlife, which can be found and planted more safely. The exploitation of plants must be made ​​in such a way that permits the preservation and conservation of species. Another point to consider is the toxicity of plant products, variations between species, the plant parts used and the forms of extraction. The toxicity of any active ingredient is obviously associated with the dosage used in the weight of the individual, and is also related to the application form.

Keywords: Control; biopesticides; Agroecology; Nim

Palavras-chave


Controle; bioinseticidas; Agroecologia; Nim

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/870

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.