PEIXE-BOI-MARINHO (TRICHECHUS MANATUS) NA BACIA HIDROGRÁFICA DOS RIOS CAPIBARIBE E BEBERIBE, PERNAMBUCO, BRASIL: AMEAÇA OU OPORTUNIDADE?

Fernanda Loffler Niemeyer Attademo, Glaucia Pereira Sousa, Deise Crisitane Balensiefer, Iran Campello Normande, Ana Emilia Barobosa Alencar, Fábio Adonis Gouveia Carneiro Cunha, João Luiz Xavier Nascimento, Radan Elvis Matias Oliveira, Solange Aparecida Zanoni, Fábia Oliveira Luna

Resumo


O peixe-boi-marinho (Trichechus manatus) é um mamífero eurialino, classificado mundialmente como Vulnerável pela IUCN e Em perigo de extinção no Brasil. Nas últimas décadas, a região metropolitana de Recife, estado de Pernambuco, foi considerada área de descontinuidade da espécie. Em parte da região Nordeste, os peixes-bois-marinhos não vinham sendo descritos como adentrando nas áreas estuarinas. Este trabalho teve como objetivo relatar e demarcar a presença peixes-bois na bacia portuária do Pina e nos rios Capibaribe e Beberibe, bem como descrever a importância da presença da espécie nesta localidade. Entre 2015 e 2020, foram verificadas a presença de cinco a oito animais na nestes rios. Na região foi verificada a presença de itens alimentares naturais do peixe-boi-marinho e locais de refúgio, que permitem a sobrevivência da espécie, caso medidas públicas conservacionistas sejam adotadas. Portanto, o estado de Pernambuco é uma área estratégica de conexão entre populações de peixes-bois-marinhos do Brasil, sendo os rios Capibaribe e Beberibe, assim como os demais que compõem a bacia do Pina, um local de potencial viabilidade ecológica para a espécie.


Palavras-chave


Sirênios; Monitoramento; Conservação; políticas públicas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v16i1.9032

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.