REMOÇÃO COMO ALTERNATIVA PARA GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS

Sinara da Silva Bianchi, Eduardo Sanberg

Resumo


Ao confrontar as alternativas para gerenciamento de uma área contaminada, gestores têm a obrigação de ponderar as possibilidades viáveis. As alternativas abrangem procedimentos de naturezas distintas, que influenciam de forma direta nos custos, resultados e prerrogativas legais. A forma de intervenção mais comum é a remoção dos solos contaminados, que reduz de forma direta a massa bruta dos contaminantes. O presente trabalho buscou descrever a remoção como alternativa de gerenciamento. São apresentadas as variáveis que envolvem as remoções e destinações de solos/águas subterrâneas contaminados, com enfoque nas possibilidades encontradas no rio grande do sul. São apresentadas as vantagens e limitações da técnica, custos associados e prerrogativas legais das escolhas. A remoção como opção de gerenciamento é abordada de forma contextualizada, como procedimento preconizado pela resolução conama 420/09, principal diretriz para gerenciamento de áreas contaminadas no Brasil.


Palavras-chave


Gerenciamento de Áreas Contaminadas; Remoção de Solos Contaminados; Resíduos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9032

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000