DE HOMENS DE TERRA E GUERRA A HOMENS DE PAPEL E TINTA: O ARQUIVAMENTO DA MEMÓRIA NAS REVISTAS LITERÁRIAS (1856-1879)

Carla Renata Gomes

Resumo


Este artigo apresenta uma discussão sobre a escrita da história sul-rio-grandense nos periódicos literários de Porto Alegre no século XIX, refletindo sobre o arquivamento da memória das práticas letradas, em torno da escrita pública, mas também, da memória da emergência da cultura histórica, sobretudo, da interdição aos eventos em torno da guerra civil e alguns de seus personagens, já que, o acervo produzido pelos periódicos permitiu acompanhar o esforço empreendido para a realização de narrativas sobre a Revolução e a superação dos obstáculos para empreendê-las.

Palavras-chave


memória; história RS; historiografia; periódicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1682

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000