Dos riscos ao patrimônio cultural em debate: o olhar da Sociologia Ambiental

Christiane Heloisa Kalb, Mariluci Neis Carelli

Resumo


 No presente estudo, discutimos como o conhecimento científico vem se constituindo na Sociologia, principalmente por meio dos três principais vieses da Sociologia Ambiental: os realistas, os construtivistas e os realista-construtivistas, ou seja, com base na teoria da sociedade de risco. Este artigo abrange não o meio ambiente em seu sentido ecológico, comumente conhecido, mas o meio ambiente urbano, especificamente no que se refere ao patrimônio histórico-cultural das cidades. Objetivamos debater como a sociologia ambiental pode contribuir com reflexões sobre o patrimônio que vem sofrendo riscos na contemporaneidade. A metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica, mediante a perspectiva interdisciplinar, aliando temas e conceitos da sociologia ambiental com a problemática do patrimônio.


Palavras-chave


Sociologia Ambiental; Meio Ambiente Urbano; Patrimônio Histórico-cultural; Riscos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i30.4253

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000