A Praça da República enquanto espaço de sociabilidade de uma cidade moderna (Pelotas, 1912-1930)

Mariana Couto Gonçalves

Resumo


Na virada do século XIX para o XX, o Brasil experimentou uma série de transformações urbanas que implicaram na iluminação e pavimentação das ruas, ajardinamento das praças e vias públicas, instalação de bondes elétricos, tratamento da água e do esgoto e na edificação de residências salutares, bem como em medidas de higienização. Nesse sentido, o presente artigo tem como objetivo analisar as modificações sofridas na Praça da República, no contexto das reformas urbanas, bem como, a sua efetivação como espaço de sociabilidade para as elites locais.


Palavras-chave


Praça da República; Pelotas; Sociabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i34.5919

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000