Museus nas ruínas: diálogos entre patrimônios missioneiros

Natália Reichert Greff, Vanessa Barrozo Teixeira Aquino

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar as motivações para preservação das ruínas de São Miguel das Missões (Brasil) e de San Ignacio Miní (Argentina), bem como debater os contextos de criação dos museus que estão localizados dentro dos sítios. As reduções jesuíticas foram consolidadas a partir do século XVII na Província Jesuítica do Paraguai, a fim de reunir povoados indígenas para introduzir o Cristianismo e os modos de vida europeus. Nessa perspectiva, o trabalho investiga o cenário histórico que ocasionou no tombamento das ruínas nos âmbitos nacional e internacional, e posteriormente a fundação do Museu das Missões (Brasil) e do Museu Jesuítico (Argentina), com foco nas primeiras narrativas propostas por essas instituições museológicas. Conclui que o discurso que os museus apresentam nas exposições está intrinsecamente ligado ao seu contexto de criação.

Palavras-chave


Reduções Jesuíticas; Patrimônio Cultural; Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo (RS); Sítio Arqueológico de San Ignacio Miní (ARG); Narrativas Expográficas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i37.7332

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000