Planejamento estratégico em museus públicos: uma análise cienciométrica

Anderson Henrique dos Santos Araújo, João Paulo Celestino Lima

Resumo


A ênfase no planejamento estratégico em museus traz à tona os principais elementos para uma análise gestorial desse bem de uso comum. Para esse estudo, considerou-se o período de 2016 a 2020, com objetivo de construir um portfólio de artigos. Tal seleção, realizou-se por meio da metodologia ProKnow-C (Knowledge Development Process Constructivist), cujo resultado cienciométrico/bibliométrico, após utilização dos instrumentos de pesquisa, foram trinta artigos alinhados com o tema. Após leitura integral destes, concluiu-se que as principais discussões em torno do planejamento estratégico se agrupavam em cinco grandes blocos: 1) Modernização dos museus: não apenas estrutural, mas também digital; 2) Políticas Públicas: que ainda apresentam dificuldades relativas à dispersão territorial; 3) Plano Museológico: vantajoso por apontar diretrizes seguras para o planejamento eficaz; 4) Uso de ferramentas estratégicas: o BSC e análise SWOT são as mais utilizadas; 5) Tendências contemporâneas: as principais são contrato de gestão e diversidade tipológica dos museus. Desse modo, pelo alto dinamismo do assunto, sugere-se estudos mais aprofundados em cada um dos blocos.

Palavras-chave


Gestão; Museus; Planejamento; Estratégico; Bibliometria

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/mouseion.v0i38.8367

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000