COMUNIDADE DE FORMIGAS (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) NA ÁREA URBANA DO MUNICÍPIO DE PINHALZINHO, SANTA CATARINA, BRASIL.

Fábio Zanella Farneda, Junir Antonio Lutinski, Flávio Roberto Mello Garcia

Resumo


Devido à importância das formigas nos mais diversos ecossistemas terrestres, incluindo o potencial de se tornarem pragas urbanas e possíveis transmissores de microorganismos patogênicos, realizou-se um inventário da fauna de formigas no perímetro urbano de Pinhalzinho. Este estudo teve como objetivos, avaliar a estrutura da comunidade de formigas, assim como a diversidade e a presença das mesmas em ambientes comerciais e residenciais. As coletas foram realizadas em quatro subregiões da cidade, durante o período de dezembro de 2005 a novembro de 2006, utilizando-se armadilhas do tipo iscas de sardinha e coletas manuais. Caracterizouse a fauna encontrada através dos parâmetros faunísticos da abundância, constância, dominância, freqüência, índices de diversidade (Shannon e Weavers) e eqüitabilidade. Foi realizado um total de 1.998 registros e identificadas 60 espécies, 21 gêneros e seis subfamílias. Os gêneros que mais se destacaram em número de espécies foram Pheidole com nove, Camponotus com oito, Crematogaster com sete, Solenopsis com cinco e Pseudomyrmex com quatro. O índice de diversidade encontrado foi 3,09 e o de eqüitabilidade 0,81, representando uma mirmecofauna considerável com pouca diferenciação na dominância de espécies. Os dados sugerem que houve pouca diferenciação na dominância de espécies, quando correlacionada com o grau de antropização da área.

Palavras chave: Pheidole; entomofauna; diversidade; pragas urbanas

ABSTRACT

Ant communities (Hymenoptera: Formicidae) in the urban area of Pinhalzinho, Santa Catarina, Brasil. Because of the importance of ants in various earth ecosystems, including the possibility of becoming urban curses and possible transmitters of damage microorganisms, a study of the ant fauna was done in the urban limits of Pinhalzinho. The objective of this study was to evaluate the structures of the communities of ants, such as their diversity and presence in commercial environment and houses. The collections occurred in four subregions of the city between December 2005 and November 2006, using sardine baits and active manual collection. We distinguished the fauna found through the indexes of constancy, dominance, abundance, frequency, diversity (Shannon and Weavers) and equitability. An average of 1.998 records and identification of 60 species, 21 generas, and six subfamilies was done. The generas with the biggest highlight in number of species were Pheidole with nine, Camponotus with eight, Crematogaster with seven, Solenopsis with five and Pseudomyrmex with four. The indexes of diversity found were 3.09 and of equitably 0.81, representing a fauna of ants considerable with little dominance of species. The information suggested that there is a little difference in the dominance of species, associated with the degree the human impact on the area.

Keywords: Pheidole, entomofauna, diversity, urbans curses


Palavras-chave


Pheidole; entomofauna; diversidade; pragas urbanas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.