POTENCIAL FUNGITÓXICO DE ÓLEOS VOLÁTEIS E EXTRATOS VEGETAIS NO CONTROLE ALTERNATIVO IN VITRO DE FUNGOS DOS GÊNEROS Aspergillus E Fusarium

Lidiane da Silva Bonapaz, Marcos Antonio Afonso, Moisés Santos Dutra, Leandro Nicolodi Francescato, Vanessa Backes Nascimento Diel

Resumo


Os problemas ambientais causados por fungicidas sintéticos têm obrigado novas buscas e pesquisas por métodos alternativos de controle de doenças de plantas. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a atividade antifúngica in vitro de óleos voláteis e extratos de: Foeniculum vulgare (Mill.), Mentha piperita L. e Rosmarinus officinalis L. frente aos fungos do gênero Aspergillus e Fusarium e ainda avaliar a influência dos óleos e extratos sobre a germinação da semente de alface (Lactuca sativa). O material vegetal foi coletado em uma residência (28°16’41,4”S e 54°16’13,0”O), em Santo Ângelo, RS. Os extratos foram preparados por meio de maceração, com rendimento de 5,4%, os óleos foram adquiridos comercialmente e não foram diluídos. O método de difusão em disco de papel filtro foi utilizado para avaliar a ação de inibição dos óleos e extratos frente aos fungos. Os óleos apresentaram melhores resultados para o gênero Aspergillus, já os extratos foram mais eficientes contra os fungos do gênero Fusarium. O óleo com melhor atividade inibitoria foi o de Mentha piperita L. Já em relação aos extratos foi Foeniculum vulgare (Mill). Tanto os extratos quanto óleos com exceção do óleo de Rosmarinus officinalis L., não apresentaram alelopátia no teste de germinação. O presente estudo sugere, portanto, a possibilidade do uso do óleo para controle de fungo de armazenamento e extrato para controle de fungo de lavoura.

 

Palavras-chave


Atividade Antifúngica; Germinação; Óleo Volátil e Extratos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v13i3.4003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.