UTILIZAÇÃO DE SUBPRODUTOS DA CADEIA PRODUTIVA DO ARROZ COMO ADSORVENTES PARA A REMOÇÃO DE COBRE EM UMA SOLUÇÃO SINTÉTICA

Leonardo Voltolini, Poliana Sander Ferreira, Franciélle Girardi Alves

Resumo


A casca de arroz é um subproduto obtido nas primeiras etapas de beneficiamento do arroz. Geralmente é destinada para a geração de energia através da sua incineração, dando origem a um novo resíduo, a cinza de casca de arroz. Indústrias de diversos segmentos (processamento de metais) produzem grande quantidade de efluentes contendo teores de cobre superior à concentração permitida pela legislação, fazendo-se necessário o estudo de técnicas para a sua remoção, como a adsorção. Neste trabalho, casca de arroz tratada (CAT) e cinza da casca de arroz (CCA) foram utilizados como materiais adsorventes para a remoção de íons cobre em efluente sintético. Os espectros de infravermelho para a CAT e para a CCA sugerem a presença de celulose, lignina e hemicelulose e silicatos, respectivamente. Verificou-se que, para a CAT e CCA, a adsorção é favorecida em pHs variando entre 4 a 6, uma vez que pH superiores a 6, tende a formar precipitados insolúveis de cobre, e em pHs muito ácidos, os íons hidrogênio (H+) tendem a competir com o cobre pelo sítio ativo do adsorvente. A cinética predominante ao modelo foi de pseudo-segunda ordem, e o modelo de isoterma de Langmuir. Ademais, a CAT apresentou maior percentual de remoção de cobre, 91,59 1,93%, quando utilizado 5 g.L-1 de adsorvente.


Palavras-chave


Casca de arroz; Cinza da Casca de Arroz; Efluente Sintético; Íons Cobre (II); Biossorvente; Adsorção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rca.v15i2.7688

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.