IMPACTO AMBIENTAL: ANTROPIZAÇÃO DE PRAIAS E ÁREAS RIBEIRINHAS EM UM TRECHO DO RIO JAVAÉS, ILHA DO BANANAL, TOCANTINS.

João Paulo Barreira Sousa Segundo, Lanuze Fabielly Santos Tavares Lavrista, Wagner Matos Silva, Adriana Malvasio

Resumo


A Ilha do Bananal e suas diversas fases de utilização tem sido alvo de constantes discussões. A mesma abriga em seu interior o Parque Nacional do Araguaia, uma Unidade de Proteção Integral de grande relevância ecológica por se tratar de uma importante área ecotonal no estado do Tocantins. Nos últimos anos, uma ocupação gradual dos ambientes ribeirinhos daquela região, como forma de lazer durante a temporada de praias, vem sendo maximizada. O presente estudo foi realizado na área de proteção do Centro de Conservação e Manejo de Répteis e Anfíbios (RAN/ICMBio), no entorno do Parque Nacional do Araguaia. A listagem dos impactos ambientais foi feita por meio de uma lista de verificação descritiva (Checklist descritivo). Foram identificados 30 impactos distintos distribuídos de acordo com a atividade impactante. Considerando-se a equivalência dos impactos (o número de vezes que cada um aparece), puderam ser observados 61 impactos. A ocorrência dos impactos é estatisticamente igual, apesar de alguns terem aparecido mais vezes.


Palavras-chave


Parque Nacional do Araguaia; Degradação ambiental; Praias fluviais; Conservação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/942

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-8858

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

"Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada." Immanuel Kant.