DETERMINANTES DO NÍVEL DE EVIDENCIAÇÃO DE INFORMAÇÕES VOLUNTÁRIAS: ESTUDO EM EMPRESAS COM AÇÕES NEGOCIADAS NA BM&FBOVESPA

Rodrigo Angonese, Denize Grzybovski, Anelise Rebelato Mozzato

Resumo


No mercado de capitais, a informação é insumo necessário para que o investidor possa avaliar seus investimentos. É a informação ampliada (além da obrigatória pela lei) divulgada pela empresa ao investidor, fator determinante para a credibilidade e transparência no processo decisório. O objetivo deste artigo é identificar um conjunto de fatores que discrimina um alto ou baixo nível de divulgação de informações voluntárias pelas empresas com ações negociadas na Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros do Brasil. Trata-se de uma pesquisa descritiva, documental, com abordagem quantitativa e orientada pela técnica de análise de regressão logística. Os resultados mostraram que os determinantes rentabilidade e endividamento não apresentaram significância estatística. Os determinantes que apresentaram significância estatística e constituíram o modelo de regressão logística foram o tamanho da empresa, nível de governança corporativa, escolha da empresa de auditoria e  internacionalização por meio de  American Depositary Receipts (ADR). O modelo mostrou-se com um poder discriminatório de 83,2%.


Palavras-chave


Informação; Mercado de Capitais; Teoria da Divulgação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000