ANÁLISE DECISÓRIA MULTICRITÉRIO NA AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS DE SANTA CATARINA

Jonas Fernando Petry, Givanildo Silva, Thais Marly Sell, Marcia Zanievicz da Silva, Nelson Hein

Resumo


O estudo tem como foco a avaliação e a mensuração do grau de sustentabilidade ambiental dos municípios do estado de Santa Catarina, por meio de uma análise baseada no Apoio Multicritério à Decisão (AMD). Seu objetivo concentra-se em medir o desempenho ambiental de municípios catarinenses, permitindo identificar e comparar quais cidades podem ser consideradas sustentáveis ou insustentáveis dentro de um contexto geográfico. Para isso, baseia-se nas possibilidades contidas nos métodos de Apoio Multicritério: Displaced Ideal e TOPSIS (Escola Americana). A pesquisa é caracterizada, em relação aos seus objetivos como descritiva, visto que visa a ranquear os municípios catarinenses. Os resultados obtidos mostram que as Receitas Transferências Intergovernamentais da União e do Estado exercem papel importantíssimo sobre os demais indicadores e dimensões. A avaliação da sustentabilidade dos municípios é um imenso sistema interligado que reclama eficiência do uso dos recursos implicar eficácia da sustentabilidade. O conjunto de indicadores requer esforço e é a base racional eficaz para direcionar políticas públicas.


Palavras-chave


Análise Multicritério; Sustentabilidade; Ranqueamento dos Municípios de Santa Catarina

Texto completo:

PDF

Referências


AUGUSTO, Lia Giraldo da Silva; BRANCO, Alice. Política de informação em saúde ambiental. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 150-7, jun. 2003. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

BINDER, C. R.; SCHMID, A.; STEINBERGER, J. K. Sustainability solution space of the Swiss milk value added chain. Ecological Economics, v. 83, p 2010-2020, 2012. Disponível em . Acesso em: 27 abr. 2013.

BRUNDTLAND, Gro Harlem. Our common future/world commission on environment and development. Oxford: Oxford University Press, 1987.

CARVALHO, José Ribamar M. de. Et al. Proposta e Validação de Indicadores de Sustentabilidade Hidroambiental para Bacias Hidrográficas: Estudo de Caso na Sub-Bacia do Rio Piranhas, PB.In: VII CNEG – UFF, Niterói/RJ. Anais... CNEG, 12 e 13 de agosto de 2011.

CRIADO-JIMÉNEZ, Irene et al. Compliance with mandatory environmental reporting in financial statements: The case of Spain (2001–2003). Journal of Business Ethics, v. 79, n. 3, p. 245-262, 2008. Disponível em . Acesso em: 27 abr. 2013.

DJSI, Dow Jones Sustainability Indexes. Dow Jones Sustainability Indices. Disponível em: http://www.sustainability-indices.com/. Acesso em: 26 abri 2013.

DONAIRE, Denis. Considerações sobre a influência da variável ambiental na empresa. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 68-77, 1994. Disponível em < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-75901994000200008&script=sci_abstract>. Acesso em: 27 abr. 2013.

DRUCKER, Peter F. The emerging theory of manufacturing. Harvard Business Review, v. 68, n. 3, p. 94-102, 1990. Disponível em . Acesso em: 28 abr. 2013.

FIGUEIREDO, Moacyr Amaral Domingues et al. Definição de atributos desejáveis para auxiliar a auto avaliação dos novos sistemas de medição de desempenho organizacional. Gestão & Produção, v. 12, n. 2, p. 305-315, 2005. Disponível em . Acesso em: 23 abr. 2013.

GOMES, Luiz Flávio A. Monteiro; GOMES, Carlos Francisco Simões; ALMEIDA, Adiel Teixeira de. Tomada de Decisão Gerencial: Enfoque Multicritério. 3. ed. Revista e Ampliada. São Paulo: Atlas, 2009.

GRI, Global Reporting Initiative. Annual Report 2011/12. Disponível em: https://www.globalreporting.org/resourcelibrary/GRI-Annual-Report-2011-2012.pdf. Acesso em: 17 abr 2013.

GRI, Global Reporting Initiative. Sustainability Reporting. Disponível em: https://www.globalreporting.org. Acesso em: 17 abr 2013.

GUTIÉRREZ, José; CALVO, Susana; DEL ÁLAMO, Javier Benayas. Educación para el desarrollo sostenible: evaluación de retos y oportunidades del decenio 2005-2014. Revista Iberoamericana de Educación, n. 40, p. 25-69, 2006. Disponível em . Acesso em: 17 abr. 2013.

HARDING, R. Ecologically sustainable development: origins, implementation and challenges. Desalination, v. 187, n. 1, p. 229-239, 2006. Disponível em . Acesso em: 10 abr. 2013.

HAZELL, Robert; WORTHY, Ben. Assessing the performance of freedom of information. Government Information Quarterly, v. 27, n. 4, p. 352-359, 2010. Disponível em . Acesso em: 5 abr. 2013.

HOEFFEL, João Luiz. et al. Concepções e percepções da natureza na Área de Proteção Ambiental do Sistema Cantareira. In: Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. Curitiba: Fundação O Boticário, 2004. p. 2004.

ISO, International Organization for Standardization. ISO 14001:2004. Disponível em: http://www.fiteqa.ccoo.es/comunes/recursos/29/doc23570_NORMA_INTERNACIONAL_ISO_14001_de_Sistemas_de_gestion_ambiental_-_Requisitos.pdf. Acesso em: 17 abr 2013.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da Contabilidade. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2004.

JO, Jin H. et al. Sustainable urban energy: Development of a mesoscale assessment model for solar reflective roof technologies. Energy Policy, v. 38, n. 12, p. 7951-7959, 2010. Disponível em . Acesso em: 17 abr. 2013.

JUWANA, I.; MUTTIL, N.; PERERA, B. J. C. Indicator-based water sustainability assessment—A review. Science of the Total Environment, v. 438, p. 357-371, 2012. Disponível em . Acesso em: 15 abr. 2013.

KAHNEMAN, Daniel. Rápido e Devagar duas formas de pensar. Rio de Janeiro. Objetiva, 2012.

KANJI, Gopal K.; MOURA E SÁ, Patrícia. Kanji's business scorecard. Total Quality Management, v. 12, n. 7-8, p. 898-905, 2001. Disponível em . Acesso em: 17 abr. 2013.

KAYANO, Jorge; CALDAS, Eduardo de Lima. Indicadores para o diálogo. São Paulo: Instituto Polis, PGPC-EAESP-FGV, CEDEC, 2002.

KONING, Alice de. Top Management Decision Making: a framework based on the story model. In: Academy of Management Proceedings. Academy of Management, 1996.

KOULOUMPIS, Victor D.; KOUIKOGLOU, Vassilis S.; PHILLIS, Yannis A. Sustainability assessment of nations and related decision making using fuzzy logic. Systems Journal, IEEE, v. 2, n. 2, p. 224-236, 2008. Disponível em . Acesso em: 20 abr. 2013.

KRESPI, Nayane Thais et al. Método Displaced Ideal Modificado no Ranqueamento das Empresas Listadas na BM&FBOVESPA: Uma Análise do Setor de Bens Industriais. CASNAV, SPOLM. Rio de Janeiro, 2012. Disponível em . Acesso em: 30 abr. 2013.

KRESPI, Nayane Thais. Ranking de sustentabilidade e financeiro das empresas candidatas ao ISE 2011/2012: uma aplicação do método de dispaced ideal e displaced ideal modificado. 2012. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2012.

LAZAROIU, George Cristian; ROSCIA, Mariacristina. Definition methodology for the smart cities model. Energy, v.47, p. 326-332. 2012. Disponível em . Acesso em: 23 abr. 2013.

LEFF, Enrique. Educación ambiental y desarrollo sustentable. Formación Ambiental, PNUMA, México DF, v. 9, p. 10, 1998. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

LEITE, Luis Gustavo Tirado. Desenvolvimento Sustentável Ambiental: Parceria Público Privada Alternativa na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. 2011. 168 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Programa de Pós-graduação em Direito, Universidade de Marília, São Paulo, 2011.

LUZ, Sheila de Castro da.; SELLITTO, Miguel A.; GOMES, Luciana Paulo. Medição de desempenho ambiental baseada em método multicriterial de apoio à decisão: estudo de caso na indústria automotiva. Gestão & Produção, v. 13, n. 3, p. 557-570, 2006. Disponível em . Acesso em: 17 abr. 2013.

MARTINS, Maria de Fátima; CÂNDIDO, Gesinaldo Ataíde. Índice de Desenvolvimento Sustentável para Municípios (IDSM): metodologia para análise e cálculo do IDSM e classificação dos níveis de sustentabilidade uma aplicação no Estado da Paraíba. João Pessoa: Sebrae, 2008.

MITCHELL, Gordon. Problems and fundamentals of sustainable development indicators. The Environment Centre, University of Leeds, Leeds, UK. V.4. 1996. Disponível em . Acesso em: 30 abr. 2013.

MMA, Ministério do Meio Ambiente. Indicadores ambientais. 2013. Disponível em: . Acesso em: 26 abr 2013.

MUNIER, N. Methodology to select a set of urban sustainability indicators to measure the state of the city, and performance assessment. Ecological Indicators, v. 11, n. 5, p. 1020-1026, 2011. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

ONU, United Nations. United Nations Population Division. World Urbanization Prospects: The 2007 Revision Population Database. 2008. Disponível em: . Acesso em: 27 abr 2013.

ORECCHINI, Fabio; VALITUTTI, Valeria; VITALI, Giorgio. Industry and academia for a transition towards sustainability: advancing sustainability science through university–business collaborations. Sustainability Science, v. 7, n. 1, p. 57-73, 2012. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

PIRES, Sílvio. Gestão da cadeia de suprimentos (SupplyChain Management): Conceitos, estratégias, práticas e casos. Atlas, 2004.

RUSSELL, R. The role of performance measurement in manufacturing excellence. In: BPICS Conference. John Wiley & Sons, 1992.

SEARCY, Cory. Corporate sustainability performance measurement systems: a review and research agenda. Journal of business ethics, v. 107, n. 3, p. 239-253, 2012. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013

SELLITTO, Miguel Afonso; BORCHARDT, Miriam; PEREIRA, Giancarlo Medeiros. Avaliação de desempenho ambiental nas operações de duas empresas regionais de saneamento urbano. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas-ISSN 1984-2430, n. 4, p. 153-168, 2012. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

SEPÚLVEDA, Sérgio. Desenvolvimento microrregional sustentável: métodos para planejamento local. Brasília: IICA, 2005.

SHEN, Li-Yin et al. The application of urban sustainability indicators–A comparison between various practices. Habitat International, v. 35, n. 1, p. 17-29, 2011. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

SILVÉRIO, Lidiane B.; FERREIRA, Alice S.; RANGEL, Luís Alberto D. Avaliação das Cidades da Região Sul Fluminense empregando o Método PROMETHEE II. In: XXVII Encontro Nacional de Engenharia de Produção: Foz do Iguaçu, 2007. Disponível em . Acesso em: 30 abri. 2013.

SOUZA, José Henrique et al. Developing synthesis indicators for environmental performance. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.18, n.3, p.500-514, 2009. Disponível em . Acesso em: 10 abr. 2013.

STROBEL, Juliana Scapulatempo. Modelo para Mensuração da Sustentabilidade Corporativa Através de Indicadores. 2005. 136 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Eng. de Produção, UFSC, Florianópolis, 2005.

TINOCO, João Eduardo Prudêncio; KRAEMER, Maria Elisabeth Pereira. Contabilidade e Gestão Ambiental. São Paulo: Atlas, 2004.

VAN BELLEN, Hans Michael. Indicadores de Sustentabilidade: Uma Análise Comparativa. 2.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006, 253 p.

VELEVA, Vesela et al. Indicators for measuring environmental sustainability: A case study of the pharmaceutical industry. Benchmarking: An International Journal, v. 10, n. 2, p. 107-119, 2003. Disponível em . Acesso em: 26 abr. 2013.

WAQUIL, Paulo Dabdab et al. Para medir o desenvolvimento territorial rural: validação de uma proposta metodológica. In: Anais XLV Congresso da Sober. Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. 2007.

YARIME, M.; TRENCHER, G.; MINO, T.; SCHOLZ, R. W.; OLSSON, L.; NESS, B.; ROTMANS, J. Establishing sustainability science in higher education institutions: towards an integration of academic development, institutionalization, and stakeholder collaborations. Sustainability Science, v. 7, n. 1, p. 101-113, 2012. Disponível em . Acesso em: 28 abr. 2013.

ZELENY, Milan. Multiple criteria decision making, Kyoto, 1975. Springer-Verlag, Berlin: Heidelberg, 1976.

ZELENY, Milan. Multiple Criteria Decision Making. New York: McGraw-Hill, Inc. 1982.

ZOBEL, T. et al. Identification and assessment of environmental aspects in an EMS context: an approach to a new reproducible method based on LCA methodology. Journal of Cleaner Production, v. 10, n. 4, p. 381-396, 2002. Disponível em . Acesso em: 30 abr. 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1468

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000