AVALIAÇÃO DO RISCO DE MERCADO DE PORTFÓLIOS DE AMERICAN DEPOSITARY RECEIPTS (ADRS) E AÇÕES BRASILEIRAS: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS TOP COMPONENTS DO BR TITANS 20

Carolina Magda da Silva Roma, Robert Aldo Iquiapaza, Bruno Pérez Ferreira

Resumo


No presente artigo, foi analisado o risco de mercado através do cálculo do Value at Risk (Valor em Risco – VaR) e a Expected Shortfall (ES) para dez companhias consideradas Top Components do Dow Jones Brazil Titans ADR Index (BR Titans 20) que têm dupla listagem com American Depositary Receitps (ADRs) negociados na NYSE e ações na BM&FBovespa. O objetivo foi aplicar quatro estratégias de construção de portfólios elaborados com base na teoria de carteiras de Markowitz (1952), através da aplicação dos pesos dos ADRs e das ações em uma carteira no mercado local ou na bolsa americana e estimar a distribuição de probabilidade das carteiras de forma a comparar o maior valor em risco e a maior perda esperada quando as perdas excedem o VaR. Tais estratégias podem ser implementadas por um investidor americano ou brasileiro ou um fundo de investimento, aplicando os pesos dos ADRs ou das ações no mercado em que atua. Os resultados evidenciaram que, utilizando os pesos definidos nos ADRs, tanto com os retornos dos próprios ADRs quanto com os das ações (estratégia I e III), de maneira geral, foram obtidas as piores perdas em relação ao VaR, como também em relação à perda esperada.


Palavras-chave


Construção de portfólios; Valor em Risco; Distribuição de Probabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1572

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000