Análise do desempenho econômico-financeiro de três empresas de capital aberto do setor de construção civil (2009-2018)

Giovanna Cardoso Teixeira de Andrade, Elis Regina de Oliveira, Geovane Camilo dos Santos, Elcio Dihl de Oliveira, Antônio Torquato da Silva

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o desempenho econômico-financeiro das três maiores empresas de capital aberto do segmento de Incorporações, mediante os indicadores de liquidez (imediata e corrente), endividamento (curto prazo e participação de capital de terceiros), lucratividade (Margem Ebitda) e rentabilidade (Retorno sobre o Patrimônio Líquido), em dois períodos (2009 a 2013 e 2014 a 2018), avaliando o impacto da recessão econômica a partir de 2014. Quanto aos aspectos metodológicos, trata-se de pesquisa quantitativa, descritiva e documental. As empresas escolhidas foram as três primeiras do ranking da Inteligência Empresarial da Construção (2016): MRV Engenharia, Direcional Engenharia e Cyrela Brazil Realty. Os dados foram coletados na [B]3 – Brasil, Bolsa e Balcão tratados pelo software Stata, com aplicação dos testes de Wilcoxon (comparação dos resultados antes e após a recessão econômica) e Kruskal-Wallis (comparação do desempenho entre as empresas). Os resultados revelaram influência significativa do período de recessão econômica, com redução do índice endividamento em curto prazo (MRV e Direcional), aumento da captação de recursos de terceiros (Direcional e Cyrela), redução da Margem Ebitda (MRV) e rentabilidade (Cyrela). Ainda, constataram-se diferenças significativas entre as empresas para os indicadores de liquidez e endividamento.


Palavras-chave


Segmento de Incorporações; Indicadores; Recessão Econômica.

Texto completo:

PDF

Referências


.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/desenv.v9i2.6510

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000