Alice e a escolha de um caminho possível entre a fantasia e a realidade: a utilização dos contos na clínica infantil

Denise Regina Quaresma da Silva, Isadora Machado, Letícia Dornelles Lacerda, Lisiane Machado de Oliveira Menegotto

Resumo


Durante toda a sua vida, Freud (1996) sempre mostrou grande interesse pelos mitos e pelas histórias. Considerando-os como instrumentos de compreensão humana, possibilitou que uma nova via de acesso ao psiquismo fosse possível, unindo a arte e a Literatura. Descobriu que as histórias possibilitam o desenvolvimento de representações significativas para o sujeito, de modo que as suas considerações interferissem diretamente na forma como pensamos a psicanálise de crianças e alguns aspectos do desenvolvimento infantil na contemporaneidade, como a fantasia e os mecanismos de defesa. Através da utilização da técnica dos contos, este trabalho propõe uma discussão a respeito desta temática aplicada à clínica infantil, analisando os benefícios do conto no percurso terapêutico com crianças. Os preceitos metodológicos deste trabalho ancoram-se na pesquisa psicanalítica, através da construção de um caso, que caracterizou-se por atendimentos clínicos feitos a uma criança, de cinco anos, atendida em uma instituição de ensino na cidade de Porto Alegre/RS. Constatou-se, através da técnica dos contos, a capacidade que a criança tem para elaborar seus conflitos de forma simbólica através das histórias, que possibilitam a ela, também, o desenvolvimento de novas narrativas sobre a sua história.


Palavras-chave


Psicanálise de crianças; Contos infantis; Desenvolvimento infantil; Psicanálise.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2158

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000