Efeitos do treinamento resistido em indivíduos com tendinose no manguito rotador – uma revisão de literatura

Adriana Marques Toigo

Resumo


Introdução: O ombro é considerado um local frequentemente acometido por lesões esportivas, especialmente nas modalidades que envolvem rebatidas e arremessos em razão da grande demanda biomecânica. As lesões de manguito rotador, entre as quais destaca-se a tendinose, podem ser complicadas de tratar em esportistas, porque, em muitas vezes, o quadro doloroso não corresponde aos diagnósticos por imagem e os indivíduos com esse tipo de lesão, muitas vezes, conseguem praticar esporte sem relato de dor. Objetivo: Esta revisão propôs-se a apresentar evidências baseadas na literatura científica sobre os possíveis efeitos do treinamento resistido como forma de tratamento conservador da tendinose no manguito rotador. Método: Foram selecionados e analisados artigos de periódicos arbitrados presentes em bancos de dados acadêmicos EBSCO e Pubmed entre os anos de 2007 e 2017. Resultados e conclusões: Todos os resultados encontrados mostraram efeitos positivos do treinamento resistido nas variáveis dor, amplitude de movimento e função muscular, inclusive nos que realizaram follow-up, verificando que, mesmo após algum tempo sem treinar, os efeitos benéficos mantiveram-se. Dessa forma, o treinamento resistido parece ser uma alternativa de tratamento conservador para o alívio da dor, aumento da amplitude de movimento e melhora da função do manguito rotador em indivíduos com tendinose no manguito rotador.


Palavras-chave


Tendinopatia; Manguito Rotador; Treinamento Resistido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v6i3.3930

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000