Uma visão geral das teorias do envelhecimento humano

Marcelo de Maio Nascimento

Resumo


A senescência tem sido foco de interesse para pesquisadores desde o século XIX. Diante disso, foram elaboradas várias teorias para explicar o processo do envelhecimento humano, o fato gerou grupos e subgrupos de teorias. Este manuscrito revisou as principais teorias do envelhecimento e, por conseguinte, sintetizou e classificou as informações existentes. Nossas visões sobre a temática foram apresentadas em um modelo ilustrativo, que consolidou a temática em quatro grupos: i) teorias evolucionárias modernas, ii) teorias programadas, iii) teorias de danos e, iv) teorias combinadas. Ademais, considerações foram feitas sobre a natureza consensual das propostas teóricas apresentadas e suas inter-relações. Nesse contexto, concluiu-se que apesar dos avanços da ciência e do grande número de teorias criadas ao longo dos anos, ainda não existe um entendimento definitivo sobre o processo do envelhecimento, a nível evolutivo, como também é desconhecida a amplitude das analogias dos fatores associados ao processo

Palavras-chave


Envelhecimento; Teoria; Biologia; Genética.

Texto completo:

PDF

Referências


WHO-World Health Organization. Healthy ageing: moving forward. Bull World Heal Organ. 2017;95(November):730-730.

Da Costa JP, Vitorino R, Silva GM, Vogel C, Duarte A, C. Rocha-Santos T. A synopsis on aging-Theories, mechanisms and future prospects. Ageing Res Rev. 2016;29:90-112.

Rodríguez-Romero S, Fernández-Moreira JL, Menéndez-Torre E, Calvanese V, Fernández AF, Fraga MF. Aging Genetics and Aging. Aging Dis. 2011;2(3):186-195.

Viǹa J, Borràs C, Miquel J. Theories of Ageing. Life. 2007;59(5):249-254.

Farinatti PTV. Teorias biológicas do envelhecimento: do genético ao estocástico. Rev Bras Med do Esporte. 2002;8(4):129-138.

Jin K. Modern Biological Theories of Aging. Aging Dis. 2010;1(2):72-74.

Rose MR, Burke MK, Shahrestani P, Mueller LD. Evolution of ageing since Darwin Evolution of ageing since Darwin. J Genet. 2008;87(4):363-371.

Tosato M, Zamboni V, Ferrini A, Cesari M. The aging process and potential interventions to extend life expectancy. Clin Interv Aging. 2007;2(3):401-412.

Gavrilov LA, Gravilova GN. Evolutionary theories of aging and longevity. Sci World J. 2002;(2):339-356.

Da Costa, JP et al. A synopsis on aging-Theories, mechanisms and future prospects. Ageing research reviews. 2016(29):90-112.

Sergiev PV, Dontsova OA, Berezkin GV. Theories of aging: an ever-evolving field. Acta Naturae. 2015;1(24):9-18.

Rattan, S. I. Theories of biological aging: genes, proteins, and free radicals. Free radical research. 2006;40(12):1230-1238.

Mercado-Sáenz S, Ruiz-Gómez MJ, Morales-Moreno F, Martínez-Morillo M. Cellular aging: theories and technological influence. Brazilian Archives of Biology and Technology. 2010;53(6):1319-1332.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v8i1.6192

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000