Depressão na Adolescência: Representações Sociais de Acadêmicos de Psicologia 

Nadia Paula Vieira Amâncio, Jean Paulo da Siva, Marieli Mezari Vitali

Resumo


Introdução: Atualmente, em um contexto global, observa-se um crescente aumento de diagnósticos de depressão na adolescência, o que a torna uma demanda importante para o contexto das políticas públicas de saúde. Dessa forma, considera-se a necessidade de compreender o pensamento social de futuros profissionais da saúde mental sobre esse fenômeno. Objetivo: Investigar a estrutura das representações sociais de acadêmicos de psicologia sobre a depressão na adolescência. Materiais e Métodos: Constitui-se em uma pesquisa de levantamento de dados com caráter exploratório e descritivo. Utilizou-se um questionário estruturado e técnica de evocação livre para obtenção dos dados. Participaram da pesquisa 80 acadêmicos de psicologia divididos em fases iniciais e finais. Os dados foram analisados por meio do software Evoc 2000. Resultados: A análise dos dados permitiu verificar que a estrutura da representação social da depressão na adolescência para os acadêmicos é composta por um núcleo central que envolve os elementos tristeza, suicídio, solidão, isolamento e desânimo. Enquanto o sistema periférico corresponde a elementos relativos à angustia, baixa autoestima, família, sofrimento, bullying, conflitos, exclusão, medicamentos e medo. Conclusão: Observou-se que as representações sociais dos acadêmicos de psicologia se relacionam às esferas psicoafetivas e psicossociais da sintomatologia do transtorno depressivo na adolescência.


Palavras-chave


Depressão; Adolescente; Saúde Mental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v9i1.6622

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000