Utilização de Métodos Objetivos na Avaliação da Atividade Física de Trabalhadores Brasileiros: Uma Revisão Sistemática

Renata Aparecida Rodrigues de Oliveira, Paulo Roberto dos Santos Amorim, João Carlos Bouzas Marins

Resumo


Introdução: Quantificar o nível de atividade física (AF) na população em idade laboral tem sido necessário, pois o sedentarismo compreende um dos fatores de risco mais importante na sociedade atual. Porém, para sua quantificação existem métodos subjetivos quanto objetivos, que por suas características podem produzir resultados discrepantes. Objetivo: Verificar o uso de métodos objetivos para avaliação da atividade física (AF) de trabalhadores brasileiros. Métodos: Realizou-se uma pesquisa nas bases de dados Lilacs, Scielo e Pubmed, com artigos originais publicados nos últimos 10 anos sobre trabalhadores brasileiros. Foram encontrados 130 trabalhos empregando métodos tanto subjetivos como objetivos, porém foram incluídos somente estudos que utilizaram métodos objetivos. Após verificação dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados quatro artigos. Resultados: Os estudos apresentaram faixa etária variada e foram conduzidos em duas diferentes regiões do país (Sudeste e Centro Oeste). Como principais achados dos estudos, verificou-se que o número de passos se associa com os fatores de risco cardiovasculares entre trabalhadores e que a atividade desempenhada tem associação com a carga cardiovascular e a variabilidade da frequência cardíaca. Conclusão: Há uma escassez de estudos conduzidos em trabalhadores brasileiros utilizando métodos objetivos, uma vez que a maioria dos estudos utiliza técnicas subjetivas.


Palavras-chave


Atividade Física; Medida Objetiva; Trabalhadores; Brasileiros.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v9i1.6750

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000