Prevalência do Padrão Alimentar Durante os Seis Primeiros Meses de Vida do Bebê

Vinícius Vargas Dal Carobo, Carlos Igor Mazzitelli Balsamo, Camile Pillon, Camila Lenhart Vargas, Franceliane Jobim Benedetti

Resumo


Objetivo: Identificar a prevalência de padrões de aleitamento materno durante o período de seis meses de vida do bebê.

Metodologia: Trata-se de estudo de coorte prospectivo. Foram avaliados o padrão alimentar sendo 1: AME, 2: foi introduzido chás, água, fórmula infantil ou leite de vaca, e 3: desmamaram no terceiro ou sexto mês. A coleta de dados foi obtida através de questionários, que avaliaram questões sobre a gestação, mãe e criança.

Resultados: Foram avaliadas 29 mães e crianças. Observou-se que o AME teve uma porcentagem maior nas primeiras 48 horas, e com o avançar dos meses houve um declínio até o sexto mês. O padrão alimentar de maior predominância entre os bebês foi o tipo 2. Ao analisar o z-score pode-se notar que ao terceiro mês as crianças que estavam recebendo o padrão alimentar 3 tiveram menos peso em relação a idade quando comparado com as que estavam recebendo outro tipo de padrão alimentar e apresentaram a menor média de IMC.

Conclusão: Este estudo identificou declínio de AME nos primeiros meses de vida, está prática não depende apenas da mãe, mas da sociedade, seja no trabalho, na rua ou na sua família.


Palavras-chave


Leite humano; Aleitamento materno; Alimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v10i3.7901

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000