Música entre materialidade e imaterialidade: os tons-de-machete do Recôncavo Baiano

Nina Graeff, Tiago de Oliveira Pinto

Resumo


O artigo apresenta a ampla dimensão imaterial de um objeto material, a viola machete, que transcende sua simbologia e seus valores no samba de roda, revelando como uma cultura de fortes traços africanos se manifesta nas técnicas, sonoridade e concepções musicais dos tons-de-machete. A mesma forma de expressão reduz-se e adapta-se rapidamente ao novo contexto propiciado pela nomeação do samba de roda como patrimônio cultural (UNESCO). Através de exemplos musicológicos, o estudo evidencia a vulnerabilidade de práticas musicais e discute possibilidades de se preservá-las.

Palavras-chave: Samba de roda; viola machete; transformações musicais; patrimônio cultural imaterial; políticas culturais.

Music between tangibility and intangibility: the “tons-de-machete” from Recôncavo Baiano

Abstract
The paper presents the broad intangible dimension of a tangible object, the machete guitar, which transcends its simbology and cultural values in samba de roda, revealing how a culture with strong African traits is manifested in the techniques, sonority and musical concepts of the tons-de-machete. The same expression form is reduced and adapted according to the new context triggered by the nomination of samba de roda as cultural heritage (UNESCO). With musicological examples, this study shows the vulnerability of musical practices and discusses possibilities of preserving it.

Keywords: samba de roda; machete guitar; musical change; intangible cultural heritage; cultural policies


Palavras-chave


samba de roda; viola machete; transformações musicais; patrimônio cultural imaterial; políticas culturais

Texto completo:

EM PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/295

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000