ÂNCORAS DE CARREIRA DOS ESTUDANTES DE ADMINISTRAÇÃO: UM ESTUDO NUMA IES DO RIO DE JANEIRO

Sidinei Rocha de Oliveira, Bruna do Couto Quintanilha Ferreira

Resumo


O presente estudo teve como objetivo analisar as âncoras de carreira dos jovens dos semestres iniciais e finais do curso de Administração de Empresas da Universidade Federal Fluminense. A pesquisa contemplou 117 estudantes do início e final do curso, escolhidos para que se pudesse identificar diferenças que denotassem influência de variáveis externas nas decisões dos jovens quanto ao gerenciamento de suas carreiras, por isso, foram selecionados dois períodos do início da instrução acadêmica e dois períodos de conclusão, já com experiências no mercado de trabalho e com as suas impressões do mesmo. O resultado demonstrou que independente de estarem mais avançados na vida acadêmica e inseridos na vida profissional, os estudantes apresentaram as mesmas âncoras que aqueles que iniciam o curso superior. Analisado em conjunto com a razão de terem escolhido o curso encontrou-se contradição entre os resultados, que aponta para a necessidade de rever a formação do curso e/ou a revisão do instrumento de âncoras de carreira adaptando-o para a atualidade e contexto brasileiro.


Palavras-chave


Carreiras; Âncoras de Carreira; Administração de Empresas

Texto completo:

PDF

Referências


ARTHUR, M. B.; INKSON, K. e PRINGLE, J. K. The new careers: individual action and economic change. London, Sage Publications, 1999.

BARUCH, Y. Transforming careers: From linear to multidirectional career paths: Organizational and individual perspectives. Journal Career Development International., v. 9, nº 1, 2004. p. 58-73.

BASTOS, Antônio V. B. Prefácio. In: KILIMNIK, Zélia Miranda. (Org.). Transformações e Transições nas carreiras: Estudos Nacionais e Internacionais sobre o Tema. 1ª Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2011.

BASTOS, A. V. B.. A escolha e o comprometimento com a carreira: Um estudo entre profissionais e estudantes de Administração. Revista de Administração, 32(3), 28-39, 1997.

DUTRA, Joel. Administração da Carreira: uma proposta para repensar a gestão de pessoas. São Paulo: Atlas, 1996.

HALL, Douglas. Careers in Organizations. Glenview, IL. Scott, Foresman, 1976

HALL, Douglas. Careers in and out of organizations. Thousand Oaks CA: Sage Publications, 2002.

KILIMNIK, Z. M.; ANNA, A. S. S.; OLIVEIRA, L. C. V.; BARROS, D. T. R. Seriam as

âncoras de carreiras estáveis ou mutantes?: Um estudo com profissionais de Administração

em transição de carreira. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 9 nº1,2008. p. 43-60.

LEMOS, Ana Heloisa da Costa; DUBEUX, Veranise Jacubowski Correia e PINTO, Mario Couto Soares. Educação, empregabilidade e mobilidade social: convergências e divergências. Cadernos EBAPE.BR . 2009, v.7, n.2, p. 368-384, 2009.

SCHEIN, Edgar H. Identidade Profissional: como ajustar suas inclinações a suas opções de trabalho. São Paulo: Nobel, 1996.

SCHEIN, Edgar H. Career dynamics: matching individual and organizational needs. Massachussetts: Addison-Wesley, 1978.

SCHEIN, Edgar H.. Career Anchors: discovering your real values. Revised Editor. San Diego: Pfeiffer & Company, 1993.

SCHEIN, Edgar H. Career Anchors Revisited: Implications for career development in the 21st century. Academy of Management Executive, 1996-a.

VELOSO, E. F. R. ; TREVISAN, L.N. ; SANTOS, E. A. P. . Sinais de carreiras sem fronteiras: um levantamento sobre a associação entre as âncoras de carreira e as influências sociais. Pensamento & Realidade, v. 24, p. 65-88, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1060

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000