O MARKETING PÚBLICO NO CONTEXTO DA REFORMA GERENCIALISTA DO ESTADO

Aline Lourenço de Oliveira, Américo Pierangeli Costa, Adílio Renê Miranda, Daniel Leite Mesquita, José Roberto Pereira

Resumo


No contexto de mudanças e propostas gerencialistas para a administração pública, o marketing pode contribuir de forma estratégica com a interação entre o Estado e o cidadão. Neste trabalho, busca-se desenvolver essa relação, tomando como prioritários os ideais democráticos e sociais presentes na visão da social-democracia da gestão pública. O objetivo é entender como o marketing público pode contribuir com a consolidação das propostas da reforma gerencialista do estado. Entendemos que o marketing público é uma atividade na qual as necessidades de uma sociedade são identificadas, a fim de ofertar ou expandir serviços prestados por um conjunto de instituições, independentemente de quem ocupa os cargos políticos. Dessa forma, o marketing público pode ajudar a promover a cidadania, a reduzir as desigualdades sociais, a favorecer a responsabilidade, a permitir a responsabilização e a valorizar o caráter participativo da população. Esses macro-objetivos podem ser contemplados por meio de ações voltadas para a imagem interna da administração pública brasileira, de pesquisas sobre as necessidades, desejos e interesses do cidadão, visando a beneficiar a transparência e o controle por meio de ações de comunicação e a fortalecer o compromisso com o interesse público por meio do relacionamento.


Palavras-chave


Democracia; Reforma do Estado; Marketing Público

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1206

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000