“Nativos digitais”: características atribuídas por gestores à Geração Z

Daniela Siqueira Colet, Anelise Rebelato Mozzato

Resumo


O presente artigo propõe-se apresentar as características atribuídas aos trabalhadores da geração Z, sob o ponto de vista dos gestores de gestão de pessoas. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva, do tipo multicaso e com abordagem quantitativa dos dados com dez gestores da área de gestão de pessoas. Os resultados revelam que uma das principais contribuições da geração Z para as organizações é a habilidade com novas tecnologias; todavia, a maior dificuldade está no seu gerenciamento, em razão do imediatismo e da necessidade de crescimento rápido na carreira. No tocante às estratégias para a gestão desta geração, destaca-se a importância do acompanhamento e diálogo entre as diferentes gerações e, também, o pensar em plano de carreira diferenciado, bem como, o refletir outras medidas capazes de atrair e manter esses trabalhadores o maior tempo possível na empresa. Dentre as contribuições deste estudo, destaca-se que a gestão de pessoas exerce papel essencial na gestão da geração Z, visando ao engajamento da mesma nas diferentes equipes de trabalho e no convívio com as demais gerações, não desconsiderando a heterogeneidade inerente na dinâmica multigeracional.


Palavras-chave


Gestão de Pessoas; Gerações; Ambiente de Trabalho

Texto completo:

PDF

Referências


.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/desenv.v8i2.5020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000