Fazenda urbana como prática da economia criativa: uma experiência inovadora no contexto da cidade

Daniela Viegas da Costa-Nascimento, Daniele Daria Lobo, Roberta de Cássia Macedo, Danilo de Melo Costa

Resumo


Este artigo pretendeu estudar os negócios criativos, entendidos como possibilidade de inovação e empreendedorismo, por meio do estudo de caso de uma fazenda urbana, instalada em um shopping em Belo Horizonte/MG, bem como suas implicações na sustentabilidade urbana. Essas iniciativas inovadoras revelam múltiplas práticas de transformação da gestão, mas podem abrigar paradoxos importantes, na medida em que se considera o contexto, a participação social e o papel dos empreendimentos na sociedade urbana. A pesquisa adotou a abordagem qualitativo-descritiva, de forma a entender os negócios inovadores na economia criativa vinculados à ideia socioambiental, e buscou compreender como a inovação se apresenta nesse tipo de economia, no contexto da cidade de Belo Horizonte. Embora, na economia criativa, as motivações dos indivíduos e organizações apresentem multidimensionalidades, é preciso entender quais potenciais ela congrega e quais contradições (re)cria e, por meio da inovação, a fim de proporcionar melhorias na qualidade de vida urbana.


Palavras-chave


Empreendedorismo; Sustentabilidade; Agricultura Urbana.

Texto completo:

PDF

Referências


.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/desenv.v10i2.7438

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000