Uma descrição sociológica das organizações na sociedade complexa: a reflexão de Giancarlo Corsi e de Raffaele De Giorgi acerca do “Sul da Modernidade”

Orlando Villas Bôas Filho

Resumo


Tendo por objeto a descrição sociológica proposta por Giancarlo Corsi e Raffaele De Giorgi acerca do que designam de “sul da modernidade”, este artigo pretende, em primeiro lugar, explicitar o caráter heterogêneo por eles atribuído à modernidade em seu tratamento da “questão meridional” na Itália. Em seguida, o artigo discute o modo pelo qual Corsi e De Giorgi, a partir da teoria dos sistemas de Niklas Luhmann, descrevem a especificidade da reprodução comunicativa no “sul da modernidade”. Feito isso, são analisadas as consequências decorrentes dessa descrição no funcionamento das organizações. Por fim, em termos conclusivos, o artigo ressalta que o tratamento dado por Corsi e De Giorgi à “questão meridional”, apesar de seus aspectos problemáticos, revela um sofisticado manejo da teoria dos sistemas para a compreensão das organizações em contextos sociais distintos daqueles que constituem a referência empírica direta desse arcabouço teórico.


Palavras-chave


Organizações; Modernidade; Sociologia do Direito; Teoria dos Sistemas; Complexidade Social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/redes.v8i1.6139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista REDES - ISSN 2318-8081

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Canoas/RS Cep: 92.010-000.

Prédio 6.


Indexadores/Catálogo


DiadorimLatindexDialnet
BASE