Educação em serviço: estratégia para a administração segura de medicamentos

Lucélia Maria Carla Paulo da Silva Duarte, Wilton Rodrigues Medeiros Correio, Quênia Camille Soares Martins Correio

Resumo


A insegurança no sistema de medicação é um problema de saúde pública que além dos danos à saúde do paciente, gera prejuízo econômico por custos desnecessários, visto que os erros são evitáveis. Este estudo objetiva descrever a experiência do desenvolvimento de uma oficina de educação permanente para a segurança na administração de medicamentos. Trata-se de um relato de experiência realizado em um hospital universitário do interior do Rio Grande do Norte. O público-alvo foi a equipe de enfermagem composta por 32 colaboradores. A ação educativa utilizou como base pedagógica a Teoria da Problematização. Como resultado, os participantes identificaram três categorias referentes aos problemas e apontaram quatro categorias de soluções/ barreira de segurança. Em relação à palavra síntese, as mesmas foram agrupadas, posteriormente, em três categorias conforme seu sentido denotativo. Conclui-se que a ação educativa proporcionou momentos de reflexão acerca das práticas assistenciais e gerenciamento de seus riscos, além de tornar os participantes sujeitos ativos na busca de soluções das problemáticas. Ademais, recomenda-se, a partir dessa experiência, a educação permanente como estratégia fomentadora de práticas seguras baseadas em evidências científicas e boas condutas.

Palavras-chave


Erros de medicação; Enfermagem; Segurança do paciente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2317-8582.15.13

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000